DeadPool: um pouco sobre a vida do mercenário tagarela da Marvel

ads_dead4

DeadPool estreia nos cinemas brasileiros semana que vem, por isso resolvemos contar um pouquinho da sua história para esquentar os motores enquanto o dia não chega!

ads_dead4

O mercenário tagarela, também conhecido como Deadpool, foi criado pela dupla Rob Liefield e Fabian Niciesa em 1991, como um vilão na revista New Mutants #98, inicialmente como uma paródia do Exterminador, o mercenário implacável da DC Comics. Graças a popularidade que ganhou com os leitores, foi se desenvolvendo em um estilo prórpio que combina uma enorme capacidade de destruição, humor ácido, referências culturais satíricas e a famosa quebra da Quarta parede, quando passa a falar diretamente com o leitor.

Produto do Projeto Arma X, como um certo X-Men de garras de adamantium, WadeWilson, o verdadeiro nome de Deadpool, cresceu como um jovem atormentado e fora de controle, órfão da mãe falecida de câncer e espancado pelo pai, tornou-se um deliquente na adolescência. O jovem Wade chegou a agredir o pai até a morte com uma garrafa, mostrando então traços de insanidade.

4104865-deadpool-profile-pic.jpg

No início de sua carreira como mercenário aceitava assassinar qualquer um que fose merecedor da morte. Wade passou um tempo pelo Marrocos, onde teve um relacionamento com uma mulher chamada Francie, indo depois do fim do romance para o Japão, a mando do rei do crime Kingpin para assassinar um criminoso rival conhecido como Oyakata. Wade se apaixonou pela família do seu alvo e abandonou seu contrato, retornando aos Estados Unidos, onde conheceu e se apaixonou pela jovem prostituta conhecida como Mímica.

Diagnosticado com câncer como sua mãe, Wade serviu de cobaia para o governo canadense dentro do Departamento H no desenvolvimento do Programa Arma X. O seu câncer foi temporariamente detido graças a inserção do fator de cura de outro agente do Departamento, um certo mutante conhecido por Wolverine, porém a experiência o tornou mentalmente instável. Wilson foi integrado à uma unidade secreta de combate, junto do quase invulnerável Sluggo e dos ciborgues Kane e Slayback, porém, durante das missões acabou matando Slayback. Rejeitado pelo Arma X, foi encaminhado a um hospício sob a alegação de que se tornara instável mentalmente e perigoso demais. No hospício, o Dr. Killbrew e seu assistente Ajax torturavam indescritívelmente os pacientes, que apostavam em um jogo chamado Deadpool para tentar adivinhar quem morreria primeiro. Depois de muitas torturas e de ter seu coração arrancado por Ajax, Wade ativou seu fator de cura pela primeira vez e regenerou por inteiro o órgão vital, mas não curou as deformações oriundas do “tratamento” do Dr. Killbrew. Ele atacou Ajax e fugiu do hospício.

Foi capanga do criminoso Cabeça-de-Martelo antes de retornar às suas atividades de mercenário freelancer. Trabalhou para Wilson Fisk, o Rei do Crime, para o gênio do crime Mago, para o mercador de armas Tolliver, quando chegou a ser mandado para matar Cable. Wade frequentou uma pensão para mercenários chamada HellHouse, ajudou Siryn a derrotar o Fanático e Black Tom Cassady, foi sequestrado por cientistas à procura do vírus legado e depois resgatado por Wolverine Maverick.

Depois de tantas idas e vindas, Deadpool foi rastreado por Dentes-de-Sabre e convidado a se unir ao novo Programa Arma X. Depois de um upgrade em seu fator de cura, Deadpool percebe que os métodos do Arma X eram sanguinários demais até para ele. depois disso, teve seu fator de cura revertido, levando-o à morte, voltou a se manifestar e o ressucitou, porém amnésico. Depois da memória restaurada, descobriu quatro indivíduos que clamavam o nome DeadPool, mas que nada verdade eram aspectos de sua personalidade que ganharam vida através do aparelho Gemini Star, controlado por seu rival T-Ray. DeadpPool destruiu o aparelho e venceu seu nêmesis.

Com as coisas de volta ao normal, Deadpool recusou uma nova oferta de se unir a Agência X e retornou a sua carreira solo.

Poderes e habilidades:

Deadpool-coverFator de cura: Possui o fator de cura extraído de Wolverine, que quando reage em seu corpo deixa sequelas, mantendo sua face desfigurada e sua mente perigosamente instável. Seu fator de cura no entanto foi ampliada, tornando-se o segundo o maior dentro do universo Marvel, atrás apenas do Hulk. No entantoisso lhe propiciou séria instabilidade mental e amnésia, que recentemente foi curada, mas ele continua com o humor sarcástico e comportamento imprevisível. Seu alto fator de cura também o estimula ater um comportamento suicida.

Teleporte: Em algumas ocasiões já foi possível ver DeadPool se teleportando sem ajuda do seu atual cinto de teleporte, no entanto essa habilidade está quase nula nas HQ’s atuais.

Habilidades físicas: Devido ao projeto Arma X Wade teve sua força aumentada a tal ponto que é impossível que outro humano possa conseguir, também teve seus reflexos melhorados, tendo um tempo de reação a golpes extraordinário, sagaz e habilidoso, já enganou até mesmo os sentidos do Demolidor. Wade já lutou de igual para igual com a equipe do Capitão América. É também exímio lutador com armas e espadas, e um ótimo atirador, podendo manejar qualquer tipo de arma com perfeição.

Wade também é um poliglota, chegando a saber alemão, espanhol, japonês e diversos outros idiomas. Não existem confirmações, mas os fãs afirmam que Wade sofre de esquizofrenia.

Nas telonas:

x-men-origensNo filme X-Men Origins: Wolverine, Wade, vivido porRyan Reinolds, aparece ao lado de Wolverine, Blob e Stryker, sua principal característica no filme é o humor sarcástico e a habilidade com as espadas. Totalmente diferente de sua versão original, tendo por exemplo diversos poderes que não são fiéis aos quadrinhos, como se teleportar, soltar rajadas ópticas e suas espadas passam a sair de seus punhos, assim como as garras de Wolverine.

No filme, ao invés do uniforme característico, fica apenas a famosa “marca” ao redor dos olhos, no caso fruto de diversas cirurgias, porém a mudança mais drástica que fizeram com o mercenário tagarela durante o filme foi a decisão de Stryker de costurar a boca de Wade, tornando-o mudo e apagando a maior característica de Deadpool: as piadas ácidas e o humor sarcástico. Os fãs reclamaram muito pelo personagem estar tão descaracterizado.

650x375_deadpool_1547005Agora DeadPool ganha uma nova oportunidade no cinema, novamente interpretado por Ryan Reinolds, e parece já ter caído nas graças dos fãs, já que aparentemente desta estará bem mais fiel aos quadrinhos. O filme estreia no Brasil dia 11 de fevereiro.Será um bom momento para conferir se o ator conseguirá tirar de vez a desconfiança dos fãs de quadrinhos sobre ele, já que viver DeadPool da primeira vez e o Lanterna Verde logo depois se mostraram terríveis desastres.

Trailer do filme DeadPool

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *